Carregando...
 

Apresentação

Justificativa

Segundo Carvalho et. al. (1999), a internet foi um dos grandes responsáveis pelo rápido e fácil acesso a informação. Provocando verdadeiras revoluções nos métodos de colaboração e compartilhamento de informação. Tais revoluções acabam gerando grandes mudanças e por conseguinte o mercado e a sociedade também são transformados, passando a exigir novas habilidades e competências. Uma das grandes revoluções desencadeadas pelas revoluções na forma de compartilhar conhecimento na área de informática foi o desenvolvimento colaborativo através da internet, culminando no movimento software livre. Em seu livro, Eric S. Raymond (1999), trata da revolução que aconteceu na maneira de desenvolver software a partir do surgimento da internet. O referido autor trata sobre metodologias de engenharia de software aplicadas no desenvolvimento de um sistema operacional livre, Linux.

Além de tratar indiretamente de como o acesso ao código fonte e colaboração em grandes projetos de software livre, disponíveis na internet, tem incluído os estudantes de informática em uma realidade que proporciona facilidade na inserção no mercado de trabalho e desenvolvimento de novas empresas e produtos, sempre. Partindo das mesmas premissas do desenvolvimento colaborativo, trataremos nesse projeto da construção de um centro de competências em software livre, que objetiva aperfeiçoar e melhor direcionar o estudante dos cursos técnicos de informática do IFRN, Campus Caicó, aos perfis profissionais que o mercado espera, introduzindo o estudante desde cedo nas diversas áreas de atuação, tais como: desenvolvimento de software, administração de redes, engenharia de software, ensino e pesquisa.


Objetivo Geral

Incentivar o desenvolvimento e o uso do software livre/aberto no contexto do IFRN e na cidade de Caicó, promovendo além de grandes benefícios para o estudante de informática do IFRN a verdadeira inclusão digital da comunidade. Para isso, ele irá atuar como um pólo centralizador de projetos de desenvolvimento de software, eventos para a comunidade, cursos de capacitação e assessoria técnico-científica em tópicos relacionados a software livre.

Teremos 3 objetivos específicos nesse curso:
- Curso de formação em software livre para os alunos do IFRN;

- Curso de formação em software livre para os alunos e professores da rede federal, municipal e estadual da cidade de Caicó;

- Desenvolvimento de soluções com um conjunto de dispositivos microcontrolados (Arduino) e placa PandaBoard, para coleta de dados meteorológicos

Metodologia

Vivemos em uma época de tão rápida profusão de conhecimento na qual os estudantes são preparados para empregos que ainda não foram inventados, utilizando tecnologias que ainda não foram concebidas e tudo para isso pra resolver problemas que ainda não são problemas. O referido projeto de extensão terá como base a pesquisa bibliográfica que mostra-se como uma atividade importante para identificação, conhecimento e acompanhamento do desenvolvimento da pesquisa em determinada área do saber.

Tentando estimular o aprendizado e ao mesmo tempo chamando os alunos a participarem na construção do conhecimento, não apenas como indivíduos que seriam alienados (no sentido de adquirirem uma consciência formal teorizada por outros), mas como sujeitos transformadores da realidades na construção destes conhecimentos. Mitigados pela ideia de usar a educação de forma sinérgica, de forma a tornar homogênea e indissociável a mistura entre teoria e prática, procedemos com discussões entre os alunos e professores no âmbito da disciplina. Algumas questões ficaram bastante evidenciadas durante as discussões:

1. Como fazer a participação do aluno transcender o aprendizado e tornar-se propriamente o caminho para a construção dos mecanismos de ensino de forma espontânea ?

2. De que forma os modelos colaborativos de desenvolvimento, o software livre, as ações de marketing viral e redes sociais existentes podem trilhar e nos oferecer um entendimento de como “contaminar“ ou “afetar“ um indivíduo a ponto de este querer estar perpetuamente aprendendo e construindo o conhecimento ?

3. Como podemos utilizar estes mecanismos tão bem sucedidos no espaço virtual de forma a aprimorar e estimular o aprendizado ?

Baseados nestas questões começamos a imaginar como fomentar essa educação colaborativa. Diversas iniciativas foram e continuam sendo discutidas diariamente para trazer a realidade as exigências de um mercado de trabalho cada vez mais seleto, para o ambiente acadêmico. Projetos de pesquisa, “incubadoras de projetos”, projetos de extensão entre outros. Olhando sob a perspectiva das comunidades de desenvolvimento colaborativo percebeu-se a falta de uma sinergia entre estas diversas iniciativas. Um elo de ligação entre estes que permitisse ao mesmo tempo integrar todas as iniciativas dos professores.

Olhamos particularmente para essa necessidade de união entre ações e para duas necessidades imediatas: contato mais cedo com o software livre e a capacidade de auto-aprendizado.